Dois milhões de contribuintes dispensados de entregar IRS

386 0
12122430_1038417596191819_3885533045710987454_n

A nova reforma do IRS ampliou o escalão mínimo de rendimento a declarar ao fisco, pelo que dois milhões de pessoas ficarão dispensadas de entregar a declaração anual de IRS já no próximo ano, avança o site Dinheiro Vivo. Assim, não terão de entregar a declaração pensionistas e trabalhadores por conta de outrém com rendimentos inferiores a 8500 euros anuais

Até agora, todos os reformados ou trabalhadores por conta de outrém que auferissem um valor superior a 4104 por ano, o que equivale a 342 euros por mês, estavam obrigados a declarar IRS. Para os contribuintes que ganham menos e necessitavam da declaração de IRS para o provar, o fisco emitirá uma certidão para atestar os baixos rendimentos.

Para além desta novidades, há outra que agradará às pessoas com dificuldades no preenchimento da declaração. Os trabalhadores por contra de outrém (categoria A) e pensionistas (categoria H) terão disponível no Portal das Finanças a sua declaração previamente preenchida: apenas terão de verificar a veracidade dos dados e validá-la, avança ainda o mesmo site.

Em 2016, as datas de entrega da declaração também serão diferentes, deixando de coincidir com o fim ou o início do mês.